Satis desenvolve projeto com a Embrapa

junho 17, 2020
By

Soja_1

Engajada na promoção do conhecimento e tecnologias para o agronegócio, a Satis acaba de firmar parceria com a Embrapa Agroenergia, unidade que integra a EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial). O projeto será cofinanciado pela organização, que credencia e fomenta instituições de pesquisa renomadas em suas respectivas temáticas e missões, com foco na inovação industrial. O acordo inédito prevê o codesenvolvimento de uma solução biológica voltada a combater os efeitos da deficiência de fósforo no solo, um dos principais problemas enfrentados pelo produtor brasileiro. Com duração de dois anos entre etapas de laboratório e testes em casa de vegetação, os trabalhos em conjunto começaram no último mês de abril.

 A solução biológica deverá ser capaz de tornar solúvel o fósforo inorgânico do solo para que os vegetais possam assimilá-lo. Combater os efeitos da deficiência deste nutriente é essencial para o desenvolvimento e crescimento das plantas. Conforme o coordenador de Qualidade da Satis, o engenheiro químico Fabrício Porto, o desafio da parceria é obter uma tecnologia de aplicabilidade flexível, que possa futuramente ser empregada em qualquer região do Brasil, independentemente da espécie cultivada. Para isso, nesta primeira etapa da parceria serão selecionadas, em ambiente laboratorial, estirpes microbianas capazes de solubilizar o fósforo para um tipo de solo e cultura específicos: latossolos de textura argilosa e de textura média, para culturas de soja, feijão e algodão. O objetivo é que estes microrganismos possam contribuir para dar maior eficiência ao uso deste nutriente, presente no solo, mas que ainda não está biodisponível para a planta.

Os microrganismos serão selecionados a partir da Coleção de Microrganismos da Embrapa Agroenergia, composta por mais de 10 mil cepas de bactérias e fungos da biodiversidade brasileira. A Embrapa Agroenergia realiza uma série de pesquisas com estes microrganismos, que incluem isolamento, seleção, caracterização de estirpes e melhoramento genético.

Acordos de codesenvolvimento como este entre a Satis, a Embrapa Agroenergia e a EMBRAPII trazem grandes benefícios ao agro brasileiro, por meio da união de propósitos de instituições públicas e privadas, além de unir expertises científicas e aplicabilidade no campo para promover uma solução inovadora no mercado. “Trata-se de uma demanda comum identificada junto aos produtores e que esta parceria abraça com grande responsabilidade”, comenta Porto. Concluída essa etapa do trabalho, a Satis validará a tecnologia com testes em campo, para então lançar comercialmente o produto.

Alguns tipos de solos brasileiros destacam-se pelos baixos índices de elementos minerais como zinco, potássio e fósforo. Essa característica tem impacto direto no desenvolvimento das plantas e no resultado final da lavoura, exigindo periodicamente a reposição nutricional.

“Muitos países, incluindo o Brasil, utilizam microrganismos que solubilizam e ajudam na captação e disponibilização de elementos minerais do solo para as plantas, sendo esta uma solução sustentável para a melhoria da nutrição da lavoura”, afirma a pesquisadora e coordenadora técnica do projeto, Mônica Damaso.

Nessa parceria será realizado o codesenvolvimento de uma tecnologia de ponta que trará benefícios à sociedade, complementa a chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agroenergia e coordenador da unidade EMBRAPII, Patrícia Abdelnur.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

agosto 2022
S T Q Q S S D
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Parceiros :

  • 01 – AMPARA
  • 02 – Quem compra em Araxá
  • 03 – CORNELIUS ACADEMIA
  • 04 – Bazar Baneficente Assinda
  • 99 – ANUNCIE
  • XX – Futebol Araxá

Direto ao Assunto

Cornelius anuncio horizontal